Isanex Logo
Para Sam Altman, a IA foi fundamental para essa ideia de pessoa-unicórnio (Justin Sullivan//Getty Images)

CEO do ChatGPT prevê pessoas valendo US$ 1 bilhão: “Está acontecendo”

Os unicórnios são aquelas startups que passam a valer mais de US$ 1 bilhão. Mas e se estivermos próximo de que uma pessoa se torne um unicórnio? Sim, uma pessoa, sozinha, valendo mais de US$ 1 bilhão? A ideia pode parecer maluca, mas já está sendo discutida.

Segundo a revista Fortune, esse conceito tem a aprovação de Sam Altam, CEO da OpenAI, a empresa por trás do ChatGPT. Em entrevista ao cofundador da rede Reddit, Alexis Ohanian, Altman disse que ele sempre pensa “quando um fundador de empresa alcançará o valor de US$ 1 bilhão sem contratar um único funcionário”.

“No meu grupo de conversa com CEOs de tecnologia sempre há essa aposta de em que ano haverá a pessoa-empresa de US$ 1 bilhão”, falou Altamn. “Nós não poderíamos imaginar isso sem a inteligência artificial e agora isso está acontecendo”, completou.

A pessoa-unicórnio poderia desafiar a convenção de que as empresas precisam contratar pessoas para crescer. “Isso vai ser um novo fenômeno onde CEOs ficarão empolgados em acordar para trabalharem com muito menos e muito mais performance, com uma cultura de equipes bem mais forte”, comentou Ohanian.

Essa ideia revolucionário surge num momento em que os unicórnios da tecnologia estão passando por dificuldades. Muitos deles foram à falência, deixando fundadores, funcionários e investidores em situação ruim. Ex-funcionários de startups estão desempregados, enquanto investidores amargam prejuízos.

Diante desse cenário, a perspectiva de um “unicórnio de uma pessoa só” pode representar o ápice do espírito empreendedor valorizado pela indústria de tecnologia. Uma operação conduzida por apenas uma pessoa, utilizando tecnologia para construir uma empresa avaliada em mais de US$ 1 bilhão, seria o ápice da narrativa em que o Vale do Silício foi construído – esforços individuais e condições difíceis no começo da trajetória dos negócios. A imagem clássica das operações sendo tocadas nas garagens das casas sempre vem à mente.

Pode ser o início de uma nova era de ouro das startups.

Fonte: Exame
Por: Luiz Anversa

Veja mais

Com novo aporte, QI Tech é o primeiro unicórnio a nascer no Brasil em 2024

Por que essa empresa de energia está investindo mais de R$ 500 milhões em startups

Descubra o Valor Real da Sua Startup em 5 Passos Simples

Esta fintech de Sergipe captou R$ 422 milhões em 45 dias e já movimenta mais de R$ 1 bi pelo Brasil

Fintech Greg recebe aporte de R$ 2 milhões da Hiker Ventures

Estratégias Inovadoras para Aquisição de Capital: Alternativas para Fomentar a Inovação Empresarial

Os “12” do Rio de Janeiro que viraram mais de 100. E, agora, atraíram TIM, PRIO e Hashdex

Por que o ecossistema de startups da América Latina decolou em 2024

5 Passos Cruciais para Fazer uma Pesquisa de Mercado Assertiva e Garantir o Sucesso do Seu Negócio